quinta-feira, 22 de novembro de 2012

the 50 shades of green

Eu gosto muito dos vestidos da Mango, tenho uma vasta coleção, sobretudo porque eram dos poucos que me serviam, mas também porque são giros acessíveis.
Mas agora ando aborrecida, porque os modelos não variam muito e as cores são sempre iguais, azul, preto e vermelho ou vermelho, preto e azul e eventualmente branco.
As montras páginas de internet enchem-se de burgundy e eu quero um vestido verde.
E a Mango tem um vestido verde que ainda não consegui ver ao vivo, mas desconfio que o tecido não será lá essas coisas e não é aquele tom de verde que me enche as medidas.
Idem idem, aspas aspas para um vestido verde da Blanco, que não gostei nem do corte nem do tom.
Na Zara havia um vestido verde lindo, mais escuro que o kelly green mas não tão escuro como o verde garrafa, talvez chique demais para o dia a dia e não me atrevi sequer a procurá-lo porque estou cá desconfiada que secalhar ainda pareço um chouriço nas roupas da Zara.
(chouriço é bom, que há não muito tempo não serviam simplesmente)
E pronto, era só isto, estava para aqui a pensar no vestido verde, onde vou arranjar o vestido verde dos meus sonhos, tão precisada que estou dum vestido verde.
Quer dizer, eu tenho um vestido verde que é engraçadito, comprei-o o ano passado na loja do chinês e realmente é verde, mas o tom, o corte, o material não me satisfazem.
E ainda bem que ninguém me arrebatou as saias verdes (ainda descobri outra saia verde), que já me vão servindo (aquilo do colchete não é mesmo para apertar, pois não?) e vou comprar uma camisa preta (outro item em falta no closet, andava com problemas em encaixar a caixa torácica nas camisas) e vou botar aqui uns pendants e vocês vão pensar verdes de inveja "devia ter comprado a saia verde".
Ah!


4 comentários :

  1. Vá, mostra lá que estamos à espera! Por acaso também sou fã dos vestidos ( e resto da colecção) da Mango!

    ResponderEliminar
  2. obrigada pela dica :) problema resolvido :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário ☺